Escrevo este manifesto para demonstrar que se podem realizar acções opostas, ao mesmo tempo, num único e fresco movimento. Sou contra a acção; e em relação à contradição conceptual, e à sua afirmação também, não sou contra nem a favor.










Pedro Marques @ 17:22

Dom, 11/10/09


"Ain't That a Shame?", perguntava ele. Eu acho que não. Belo tema.




Pedro Marques @ 18:35

Sab, 12/09/09


"Música de genial inventiva na improvisação, cantores de craveira, os homens do rhythm blues sofreram os revezes mais humilhantes do racismo; nos meados do século concretizaria o mais grandioso projecto da música de massas: o rock.